Manaus 32º
sexta-feira - 6 de maio de 2022

UFC anuncia “barca” e corta 16 lutadores, incluindo dois brasileiros

Compartilhe

Brasil – De tempos em tempos, o UFC dispensa lutadores que não desempenharam bem ou em fim de contrato para abrir espaço para novos atletas. Nesta semana, a organização oficializou a saída de 16 lutadores, incluindo dois brasileiros. A informação é da conta de Twitter “UFCRosterWatch”, que acompanha as movimentações no elenco do Ultimate.

Os dois brasileiros são o peso-leve Luigi Vendramini e o peso-pena Bruno Souza. Vendramini protagonizou um momento emocionante no octógono em outubro de 2020, quando nocauteou Jessin Ayari em 1min12s e dedicou a vitória ao pai. No entanto, perdeu três de quatro lutas no UFC, incluindo as últimas duas, e não teve o contrato renovado.

Pupilo de Lyoto Machida, o pernambucano Bruno Souza não repetiu no Ultimate as boas atuações que lhe valeram o cinturão peso-pena do LFA. O “Tigre” acabou dispensado após duas derrotas consecutivas no UFC.

Dos demais 14 lutadores, destaque para o mexicano Rodrigo “Kazula” Vargas; tanto ele quanto Vendramini foram derrotados pela sensação inglesa Paddy Pimblett em suas duas lutas no UFC. Outro destaque é Kris Moutinho, americano-português notório por seu cabelo verde e que fez luta marcante contra outra sensação da companhia, o peso-galo Sean O’Malley, mas foi derrotado em suas duas apresentações.

Os outros 12 lutadores dispensados foram: Dean Barry, Kevin Croom, Cameron Else, Micheal Gilmore, Mike Grundy, Austin Hubbard, Brandon Jenkins, Rong Zhu, Devonte Smith, Jesse Strader, Mark Striegl e Fares Ziam.

*Com informações do Globo Esporte*.



Vitória Supermercados