Brasília Amapá |
Manaus

Oscar Schmidt desiste de tratamento contra câncer no cérebro: ‘Perdi medo de morrer’

Compartilhe
Oscar Schmidt desiste de tratamento contra câncer no cérebro: 'Perdi medo de morrer'

Brasil – Oscar Schmidt, uma das maiores lendas do basquete brasileiro, decidiu interromper o tratamento contra um câncer no cérebro. Ele foi diagnosticado com a doença há 11 anos. Em entrevista ao programa Sensacional, da RedeTV, o ex-atleta disse que abriu mão das sessões de quimioterapia.

“Parei neste ano”, revelou. “Eu mesmo decidi. Antes, morria de medo de morrer. Fechar os olhos e não acordar mais, para mim, era um terror. Graças ao tumor, perdi esse medo. Não quero ser o melhor palestrante ou o melhor jogador. Quero ser um marido e pai melhor.”

Em entrevista ao podcast Denílson Show, apresentado pelo ex-jogador de futebol Denílson, Oscar disse que o tratamenro era muito agressivo. “Continuei até janeiro deste ano”, contou. “Resolvi parar. Era um negócio horroroso. Comecei em 2013, foram nove anos.”

O “Mão Santa”, como também é conhecido, está com 64 anos de idade. Ele é casado com Maria Cristina Victorino desde 1981, com quem tem dois filhos: Filipe, nascido em 1986, e Stephanie, nascida em 1989.

Oscar é considerado o maior pontuador da história do basquete, com aproximadamente 50 mil pontos. Pela Seleção Brasileira, foi tri campeão sul-americano, conquistou medalha de ouro no Pan-Americano de 1987 e conseguiu a medalha de bronze no Mundial de 1978. Em 2013, o ex-atleta entrou para o Hall da Fama do basquete, que fica nos Estados Unidos.

Siga-nos no Google News Portal CM7