Brasília Amapá |
Manaus

Enfermeira de Zagallo processa família do ex-treinador por assédio moral

Compartilhe

Brasil – Mário César, filho de Mário Jorge Lobo Zagallo, terá que enfrentar uma ação na Justiça. A enfermeira que cuidou de seu pai até a morte abriu um processo contra o filho mais novo do ídolo da Seleção Brasileira por assédio moral. A profissional pede à família uma indenização de R$ 328.115,27.

A informação é do colunista do UOL, Diego Garcia. O processo corre em segredo de Justiça e, conforme o colunista, a enfermeira alega ter cuidado do ex-treinador até o fim de sua vida. Na ação, ela cobra FGTS, multa, 13º, férias proporcionais e vencidas, diferenças salariais, verbas rescisórias, horas extras e indenização por assédio moral.

Conforme os relatos, apresentados pelo UOL, a enfermeia conta que, durante a pandemia, quando já cuidava de Zagallo, a funcionária responsável pela limpeza parou de ir ao apartamento. Ela, então, teve que assumir a função, passando a limpar o local, preparar as refeições e passar roupas, em um ambiente de trabalho “hostil e humilhante”.

Segundo ela, o filho mais novo de Zagallo dava ordem aos gritos e de forma agressiva. Também, afirma que Mário César fazia críticas duras em grupos de WhatsApp e a mandava fazer atividades extras enquanto Zagallo dormia. “Foi submetida a uma série de constrangimentos, humilhações e exposições indevidas. A dependência do salário para seu sustento pessoal a tornou vulnerável à situação abusiva, obrigando-a a tolerar o ambiente hostil”, diz trecho do processo, conforme o UOL.

Zagallo morreu em janeiro deste ano.

* Com informações do site No Ataque


Siga-nos no Google News Portal CM7