Brasília Amapá |
Manaus

Catar não vai exigir teste de Covid-19 para visitantes em Copa do Mundo

Compartilhe

Mundo – O Catar vai deixar de exigir testes de covid para seus visitantes antes da Copa do Mundo, anunciou nesta quarta-feira o Ministério da Saúde do emirado, após indicar que os um milhão de turistas esperados já não precisam estar vacinados.

Este relaxamento nas medidas anticovid será aplicado a partir de 1 de novembro, 19 dias antes do início do primeiro Mundial no Oriente Médio. O torneio vai trazer o maior fluxo de visitantes da história do país, que tem 2,9 milhões de habitantes.

Os cidadãos cataris e os residentes tampouco precisarão fazer testes de covid 24 horas antes de retornarem do exterior, acrescentou a pasta. A Copa do Mundo, que acontecerá de 20 de novembro a 18 de dezembro, é o primeiro grande evento esportivo aberto para o público desde o início da pandemia, em 2020.

Superando a Covid

Os organizadores cataris e a Fifa querem que o torneio seja um sinal de que o mundo está superando a covid. Mas o Ministério da Saúde advertiu que implantará medidas especiais “se a situação da pandemia no país se agravar”.

As novas medidas beneficiarão os visitantes que chegarem ao Catar a partir de 1 de novembro. Depois desse dia, o país fechará o acesso de a qualquer pessoa (exceto seus cidadãos e residentes) que não possuir um cartão Hayya, o documento entregue a todos que tiverem ingressos para os estádios, seus convidados, jogadores, jornalistas, funcionários da organização do torneio e autoridades.


Siga-nos no Google News Portal CM7