Brasília Amapá |
Manaus

Atleta do Pelci com autismo supera adversidades por meio do esporte

Compartilhe

Amazonas – No Dia Mundial de Conscientização do Autismo, celebrado neste dia 2 de abril, o Programa Esporte e Lazer na Capital e Interior (Pelci) se destaca como uma importante ferramenta para desenvolvimento físico, social e emocional para mais de 70 atletas diagnosticados com Transtorno do Espectro Autista (TEA).

Caso de Geisa Vidigal, de 14 anos, que pratica futebol no núcleo do Santos Dumont e faz parte da turma fixa do Curso de Defesa Pessoal Feminina.

“Histórias como a de Geisa e o testemunho de sua mãe, Mayara, são claros exemplos de como o esporte, pode ser uma poderosa ferramenta de desenvolvimento físico, emocional e social.

Estamos comprometidos em continuar expandindo e aprimorando nossos programas para assegurar que a população possa se beneficiar”, disse o secretário de Estado do Desporto e Lazer (Sedel), Jorge Oliveira.

Mayara Vidigal, mãe de Geisa, ao levar a filha em uma consulta médica, recebeu recomendações para que a filha praticasse alguma atividade física, para a perda de peso.

Ela então conheceu o Pelci durante um passeio, no dia da inauguração do Campo do Santos Dumont como núcleo do programa. Mayara então realizou a inscrição de Geisa no futebol feminino e desde então acompanha o desenvolvimento de perto da atleta.

“Bom, o Pelci ajudou muito a coordenação motora e a interação social dela, que era um dos nossos focos principais. Como ela era muito tímida, acabava tendo muita dificuldade de se comunicar.

Então, esse desenvolvimento social que tivemos aqui dentro do programa foi incrível. Hoje já consegue correr um tempo de 45 minutos direto, foi um benefício amplo na vida dela”, exaltou Mayara Vidigal.

O envolvimento com Pelci levou Mayara a acompanhar as redes sociais da Sedel, onde descobriu o Curso de Defesa Pessoal Feminina. Elas participaram juntas da aula inaugural do curso e agora fazem parte da turma fixa, fortalecendo os laços entre mãe e filha. Para Mayara, o sentimento é de gratidão pelo desenvolvimento que Geisa alcançou.

“Glorifico muito a Deus pela vida do governador Wilson Lima, pela vida do secretário, que eles tiveram essa ideia, essa criatividade de colocar o Pelci na vida desses adolescentes. Somos muito gratas pela oportunidade que a Geisa está tendo no esporte, tanto na defesa pessoal feminina como no futebol feminino”, finalizou Mayara Vidigal.


...........

Siga-nos no Google News Portal CM7