Brasília Amapá |
Manaus

Justiça: envolvidos na m0rte do filho de Cissa Guimarães se entregam após 13 anos

Compartilhe

Brasil – Os dois condenados por envolvimento na morte de Rafael Mascarenhas, filho da atriz Cissa Guimarães, se entregaram à Justiça no Rio de Janeiro. Roberto e Rafael Bussamra, pai e filho, foram a Vara de Execuções Penais, na noite dessa quarta-feira (13/9).

No último mês de agosto, uma decisão judicial determinou que os dois voltassem à prisão pelo crime cometido em 2010. Eles foram condenados em janeiro de 2015 por envolvimento na morte de Rafael Mascarenhas e, desde maio desse ano, não podiam mais recorrer a nenhuma instância da Justiça.

Rafael Bussamra vai cumprir pena por ter atropelado Rafael em uma área que estava fechada para carros, e Roberto Bussamra por corromper policiais militares que estiveram na cena do atropelamento.

Decisão judicial

Assim que soube da decisão judicial, Cissa comemorou: “13 anos! TREZE ANOS! E depois de um fim de semana de muita dor, vem um acalento e a esperança de justiça finalmente”, escreveu a atriz em suas redes sociais.

Segundo a atriz, a condenação é importante para dignificar a vida de Rafael e honrar a memória do jovem. A demora na conclusão do processo contribuiu para a diminuição das penas dos acusados.

O jovem foi atropelado no túnel antigo Acústico, no Rio de Janeiro. Após o caso, o subterrâneo recebeu o nome de Rafael Mascarenhas. Em 26 de agosto, a Justiça do Rio de Janeiro ordenou a prisão dos envolvidos, após aproximadamente 13 anos de processo judicial. Cissa lamentou a lentidão do caso.


Siga-nos no Google News Portal CM7