Brasília Amapá |
Manaus

Denunciado por 8 funcionárias por assédio moral, Manoel Soares é demitido da Globo

Compartilhe
Denunciado por 8 funcionárias por assédio moral, Manoel Soares é demitido da Globo

Brasil – Após a saída de Manoel Soares da TV Globo, as primeiras informações das denúncias contra o apresentador foram reveladas nesta terça-feira, 04/07. Segundo a Folha de S. Paulo, a postura do comunicador foi apurado pelo setor de compliance da Globo, que recebeu denúncias feitas por oito funcionárias na emissora.

Dentre as situações polêmicas reveladas pelo jornal, uma das reclamações foi gerada após Manoel desfilar pelos corredores da Globo só de roupão, causando os constrangimentos de quem flagrou o momento. Além disso, funcionárias do restaurante interno da emissora reclamaram da forma rude que o apresentador as tratavam no dia a dia.

Amauri Soares foi determinante para colocar fim à situação desagradável entre Poeta e Manoel. Ao serem questionados sobre a postura de Manoel, a assessoria dele enviou uma nota para a Folha: “Agradecemos o contato e reafirmamos que os projetos que estão em desenvolvimento seguem com foco construtivo para contar as histórias que o Brasil precisa”.

Já a TV Globo preferiu não comentar os casos: “A Globo não comenta casos de compliance e reitera que não tolera nenhum tipo de abuso. A empresa mantém um Código de Ética, que deve ser cumprido por todos os colaboradores, em todas as áreas. Tem também uma Ouvidoria pronta para receber quaisquer relatos de violação. Todo relato é apurado criteriosamente assim que a empresa toma conhecimento e as medidas necessárias são adotadas”.

Pronunciamento

Nesta terça-feira (4), mais informações sobre as supostas denúncias contra Manoel Soares no compliance da Rede Globo foram divulgadas na imprensa.

Segundo denúncias feitas ao compliance, diversas funcionárias da empresa reclamavam de grosseria vinda de Manoel Soares nos bastidores da emissora.

Manoel falou através de seu Instagram que irá acionar juridicamente quem publicou as informações, e alega que se trata de uma estratégia racista de desqualificação.

“Com a minha saída da Rede Globo, muitas notícias falsas especulando o motivo vieram a público. É lamentável que alguns usem ferramentas importantes do jornalismo para sustentar absurdos envolvendo meu nome”, disse em nota.

“Eu não sou o primeiro nem o último homem com minhas origens que vai ser alvo de ataques dessa forma. Há séculos usam a estratégia de alegar comportamento abusivo para desqualificar homens negros”, afirma.

Já vi isso muitas vezes, e meu compromisso de vida é combater o racismo, a desigualdade e injustiças. Minha saída em comum acordo reflete nossa trajetória de profissionalismo e especulações. Reafirmo minha gratidão ao grupo. Estou tranquilo sobre a verdade”, garante Manoel.

“Estou indignado com esse tipo de covardia, mas tranquilo sobre a verdade das minhas ações e conduta. Mentiras como essas não se sustentam, por isso serão combatidas no campo jurídico”, completa o apresentador.


Siga-nos no Google News Portal CM7