Manaus 32º
domingo - 30 de outubro de 2022

Nas primeiras horas de votação, 28 urnas eletrônicas foram substituídas no Estado, divulga TRE-AM

Compartilhe

Amazonas – O Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE-AM) divulgou o primeiro balanço da votação neste segundo turno das Eleições 2022. De acordo com o órgão, o pleito segue dentro da normalidade, transcorrendo de forma segura e ordenada.

Na primeira coletiva de imprensa, realizada no Centro de Divulgação das Eleições (CDE), a diretora geral do TRE-AM, Melissa Lavareda, informou o registro de apenas uma representação por notícia falsa na internet e a substituição de 28 urnas eletrônicas em sete municípios (Manaus, Manacapuru, Presidente Figueiredo, Lábrea, Humaitá, Boa Vista do Ramos e Tabatinga).

“É importante destacar que para todos os municípios foram enviadas urnas suficientes para essas situações, então, não há nenhuma anormalidade quanto ao andamento do pleito”, explicou.

No município de Lábrea, duas comunidades registraram falta de energia após o rompimento de cabos subaquáticos, mas a concessionária Eletrobrás Amazonas Energia já se comprometeu em solucionar o problema.

“Isso não impediu, nem retardou a votação nesses locais. As urnas têm bateria interna e nós também enviamos baterias externas. Além disso, o TRE-AM enviou combustível, especialmente para essas duas comunidades, para assegurar o abastecimento de energia elétrica nos locais de votação. Por isso, não há perigo da eleição não finalizar por falta de energia”, detalhou Lavareda.

Além dos representantes do TRE-AM, participaram da coletiva o secretário de Segurança Pública, Coronel Carlos Alberto Mansur, o subcomandante da Polícia Militar, coronel Algenor Filho, e o representante do Instituto Municipal de Mobilidade Urbana (IMMU), Stanley Ventilari.

Auditoria

Assim como no primeiro turno, a Comissão de Auditoria da Votação Eletrônica (CAVE) realiza o acompanhamento das urnas eletrônicas para garantir a transparência e lisura do pleito neste segundo turno. Os Testes de Integridade (que simula uma votação real) acontecem na sede do Tribunal e na Faculdade Martha Falcão até o final do pleito. Mais cedo, o Teste de Autenticidade (que verifica as condições da urna) foi realizado em três urnas.

“O processo ocorre com tranquilidade, sem qualquer tipo de intercorrência, e com a presença de todas as entidades fiscalizadoras, Exército, Tribunal de Contas da União, auditores externos, enfim, todas as pessoas que foram convocadas para mostrar a idoneidade da urna eletrônica”, destacou o presidente do Cave, desembargador eleitoral Marcelo Vieira.



Vitória Supermercados