Brasília Amapá |
Manaus

‘Virando hotel’: presos do Compaj fazem ‘greve de fome’ exigindo TV’s nas celas; veja lista completa

Compartilhe
'Virando hotel': presos do Compaj fazem 'greve de fome' exigindo TV's nas celas; veja lista completa

Amazonas – Presos do Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj) e outras prisões do Amazonas iniciaram uma greve de fome nesta segunda-feira (13), reivindicando “melhores condições dentro das unidades prisionais”. Os detentos apresentaram uma lista de exigências para as autoridades do sistema prisional.

Ouça áudio:

Entre as reivindicações dos presos estão a realização de visitas duas vezes por semana, banho de sol diário, retirada da empresa responsável pelo fornecimento de alimentos, entrada de medicamentos de fora e permissão para estudar dentro das celas com o uso de apostilas.

Virando hotel

Além disso, os presos pedem a adição de luzes nas celas, ventiladores para amenizar o calor, uma televisão em cada cela, remissão para os sentenciados, abertura de novos cursos, kits de higiene e água sanitária, além da ligação de água para o uso de dois em dois horas.

Os detentos também exigem que as superlotações sejam combatidas com mutirões realizados a cada seis meses e a visita de representantes dos Direitos Humanos nas unidades prisionais pelo menos três vezes por mês.

Os presos afirmam que a comida fornecida pela empresa contratada está estragada e azeda, o que prejudica a saúde dos detentos. Eles também denunciam a falta de remédios e a impossibilidade de estudar e se qualificar para o mercado de trabalho dentro do sistema prisional.

As autoridades ainda não se pronunciaram sobre as exigências apresentadas pelos presos. A greve de fome iniciada pelos detentos é uma forma de pressionar o poder público a atender suas demandas por melhores condições de vida dentro do sistema prisional.


Siga-nos no Google News Portal CM7