Manaus

Manaus segue avançando na Saúde e é líder no ‘Previne Brasil’ pela quarta vez consecutiva

Compartilhe

Manaus – Destaque nacional em Atenção Primária à Saúde, Manaus alcançou, pela quarta vez consecutiva, o primeiro lugar no ranking de capitais do “Previne Brasil”, programa nacional que mede a qualidade dos serviços de saúde básica oferecidos à população e serve de parâmetro para o financiamento das ações municipais. O resultado foi divulgado pelo Ministério da Saúde na tarde da última sexta-feira, 27/1.

“Alcançar, mais uma vez, a maior nota entre todas as capitais brasileiras avaliadas pelo programa é a confirmação de que Manaus segue avançando no propósito de oferecer a todos, crianças, adolescentes, adultos e idosos, a melhor atenção e o melhor cuidado à saúde. Somos tetracampeões no Previne Brasil e não vamos parar por aqui”, afirmou o prefeito David Almeida.

O ranking do Previne Brasil mostra que Manaus recebeu 8,57 no Índice Sintético Final (ISF), que representa a média dos resultados obtidos nos sete indicadores avaliados pelo programa. Com a nota, Manaus ficou à frente de Maceió (7,61), Porto Alegre (7,45), Curitiba (7,11), Brasília (6,79), Campo Grande (6,61) Florianópolis (6,54), Natal (6,40), Porto Velho (6,38) e Rio de Janeiro (6,35), considerando as dez cidades com maior pontuação. A nota se refere ao período de setembro a dezembro de 2022.

O prefeito de Manaus parabenizou os gestores e técnicos da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) e destacou que a conquista é fruto dos investimentos da gestão municipal em capacitação, melhoria da infraestrutura, gerenciamento de metas e monitoramento de resultados.

“Em nome da secretária Shádia Fraxe e dos subsecretários Djalma Batista e Nagib Salém, agradeço a todos os servidores da saúde municipal por este grande avanço”, disse.

A secretária municipal de Saúde, Shádia Fraxe, afirmou que a manutenção de Manaus em primeiro lugar por quatro avaliações consecutivas é resultado do trabalho em equipe e da dedicação de cada um dos mais de 10 mil servidores da Semsa.

“Estamos muito felizes com a nota que alcançamos, especialmente, porque este não é um desafio fácil. Temos muitas frentes de trabalho para atender as diferentes necessidades de promoção da saúde e prevenção de doenças junto a uma população que ultrapassa os 2 milhões de pessoas”.

O Índice Sintético Final representa a média do desempenho do município nos sete indicadores do Previne Brasil, utilizados como parâmetro de qualidade dos serviços de atenção primária oferecidos aos usuários do sistema público. Os resultados também são utilizados para calcular o financiamento das ações de saúde na esfera municipal.

Quadrimestre

De acordo com o subsecretário de Gestão da Saúde, Djalma Coelho, a avaliação do Previne Brasil é feita a cada quatro meses e considera ações nas áreas de saúde da mulher, saúde da criança e doenças crônicas.

Atualmente, os sete indicadores considerados pelo Ministério da Saúde são: gestantes com pelo menos seis consultas de pré-natal, sendo a primeira realizada até a 12ª semana de gestação; de gestantes com exames para sífilis e HIV; de gestantes com atendimento odontológico realizado; de mulheres com coleta de exame citopatológico na APS; de crianças de 1 ano de idade vacinadas com a pentavalente e contra a poliomielite; de pessoas com hipertensão, com consulta e pressão arterial aferida no semestre; e de pessoas com diabetes e hemoglobina glicada solicitada no semestre.

“Para o Ministério da Saúde resultados acima de 7 na média desses indicadores garantem aos municípios o Selo de Qualidade em Atenção Primária à Saúde. Temos superado esse resultado e desde a primeira avaliação subimos quase meio ponto, o que representa, na prática, um volume enorme de pessoas alcançadas e de registros efetivados com qualidade”, enfatizou Djalma Coelho.

As notas finais alcançadas pelo município desde que o programa foi iniciado foram 8,10 no terceiro quadrimestre de 2021; 7,74 no primeiro quadrimestre de 2022; e 8,37 no segundo quadrimestre de 2022.