Manaus 32º
domingo - 18 de setembro de 2022

Homicida condenado, Gustavo Sotero é demitido do cargo de delegado da PC-AM; veja decreto

Compartilhe

Manaus – Por meio de decreto assinado no último dia 15 de setembro, o governador Wilson Lima demitiu Gustavo Sotero do cargo de Delegado da polícia Civil por ter assassinado o advogado Wilson de Lima Justo, dentro do Porão do Alemão, na cidade de Manaus.

Sotero cumpre pena de 31 anos e 4 meses em regime fechado, pela morte do advogado.

Com a decisão, Sotero deixa de ser delegado, perde o salário que vinha recebendo do Estado mesmo já sendo preso condenado.

O Crime

O crime ocorreu na madrugada do dia 25 de novembro de 2017, dentro do Porão do Alemão, na estrada da Ponta Negra, em Manaus.

De acordo com testemunhas, o crime ocorreu por motivo fútil. Sotero se desentendeu e encarrou a esposa do advogado que ao tomar as dores da esposa, se desentendeu e brigou com Sotero.

Visivelmente bêbado, Sotero sacou da pistola, atirou e matou o advogado Wilson de Lima Justo e feriu outras três pessoas, entre elas a esposa que foi a pivô de tudo.

O delegado foi preso em flagrante, condenado a uma pena menor pelo Tribunal do Júri em 2019, pena depois que foi aumentada para mais de 31 anos de prisão pelo Tribunal de Justiça do Amazonas.

Há cinco anos preso, Sotero deve em pouco anos, ficar livre devido a progressão de regime.

Vitória Supermercados