Brasília Amapá |
Manaus

Conselho de Regulação conhece sistema de coleta e tratamento de esgoto da cidade de Manaus

Compartilhe

Manaus – Membros do Conselho de Regulação e Fiscalização dos Serviços Públicos Delegados do Município de Manaus conheceram nesta semana o sistema de coleta e tratamento de esgoto existente na capital. A apresentação foi feita pelos engenheiros da empresa Manaus Ambiental, durante a 8ª reunião ordinária do Conselho, realizada na Estação de Tratamento de Esgoto ETE Timbiras, localizada no bairro Cidade Nova, zona Norte. O complexo é o maior da região Norte e foi inaugurado há um mês.

Atualmente, o serviço de esgotamento sanitário na capital possui, aproximadamente, 16% de cobertura. Além da ETE Timbiras, que atende a mais de 100 mil pessoas de bairros e comunidades da zona Norte de Manaus, a capital possui outras 77 Estações de Tratamento de Esgoto distribuídas nas demais áreas da cidade.

Além de conhecer o funcionamento de todo o sistema de coleta e tratamento de esgoto realizado pela concessionária em Manaus, os conselheiros tiveram também a oportunidade de tomar conhecimento dos novos investimentos que a empresa está planejando, a fim de ampliar a cobertura do serviço na capital, conforme meta estabelecida pela Prefeitura de Manaus, que prevê, em até 2030, elevar para 80% a cobertura dos referidos serviços em Manaus.

Conforme plano de investimento da Manaus Ambiental, recentemente adquirida pela Aegea, a concessionária prevê investimentos na ordem de R$ 560 milhões na ampliação dos serviços de tratamento de água e esgotamento sanitário, para os próximos cincos anos.

Para o conselheiro e coordenador do Procon Manaus, Rodrigo Guedes, que acompanhou a visita, há várias ações que a Prefeitura de Manaus vem fazendo na cidade, de importância a longo prazo, a exemplo do que vem ocorrendo com os serviços de esgotamento sanitário.

Além dos representantes do Legislativo Municipal, da Ageman e da Prefeitura de Manaus, participaram da 8ª reunião do Conselho de Regulação a advogada Karina Lima Moreno, representante da OAB-AM; Flávio Cordeiro Antony Filho, representante da Secretaria Municipal de Infraestrutura; Vicente Queiroz Nogueira, conselheiro representante das concessionárias; e Helrima de Fátima Oliveira da Silva, da Central Única das Comunidades (CUC).


Siga-nos no Google News Portal CM7