Manaus 32º
segunda-feira - 2 de maio de 2022

‘É isso que me motiva’, diz governador sobre aluno da rede estadual selecionado para intercâmbio nos EUA

Compartilhe

Amazonas – O governador do Estado, Wilson Lima, certificou e entregou um notebook para o estudante Carlos Henrick, da Escola Estadual (EE) Indígena Professor Luiz Gonzaga de Souza Filho, localizada no município de Codajás (a 240 quilômetros de Manaus). Ele foi o único selecionado do Amazonas para integrar o programa Jovem Embaixador, iniciativa da Embaixada dos Estados Unidos, no Brasil, que promove um intercâmbio entre brasileiros e americanos.

Carlos passou nas três etapas do processo, que contou com prova escrita e oral. Agora, ele vai embarcar para Washington para dar continuidade ao programa, que terá atividades e oficinas sobre liderança, cultura, comunicação e cidadania digital, entre outros.

“É isso que me motiva, ver jovens como o Carlos Henrick, dando orgulho aos seus pais, ao seu município, tudo isso fruto do ensino básico desenvolvido na rede pública de ensino. Este estudante foi o único selecionado em todo o Amazonas e irá para os Estados Unidos representar o nosso estado e o povo amazonense”, destacou o governador Wilson Lima.

Prática – Durante a viagem, Carlos desenvolverá o projeto “A importância da experimentação nos estudos culturais sobre produção de sabão para articular escola, conhecimento científico e popular”, que promove atividades práticas com alunos para estudo da construção social da ciência e tecnologia, com vistas à produção de sabão, além de temas como reciclagem e empreendedorismo.

Carlos agradeceu pelo apoio recebido durante o processo. Ele diz estar ansioso pela viagem, conhecer pessoas novas e mostrar sua cultura e seu projeto em outro país.

“Eu me sinto muito ansioso com tudo. Essa vai ser minha primeira viagem sozinho e eu espero aprender muito sobre diversas culturas. Estou aliviado por ter passado no programa depois de tudo, e espero que essa seja uma experiência inesquecível”, comenta Carlos.

Certificações – O governador Wilson Lima realizou, ainda, a certificação de três alunos e de uma professora da rede estadual de Codajás. Eles foram destaques na 19ª edição da Feira Brasileira de Ciências e Engenharia (Febrace), com o projeto “Laboratório Aberto: a importância da experimentação no ensino de Química”.

Para desenvolver a iniciativa, os estudantes produziram um destilador por arraste a vapor, empregando materiais alternativos e de baixo custo, para a extração de essências de espécies vegetais como açaí, erva-cidreira, limão e puruí.

As substâncias aromáticas obtidas foram utilizadas pelos estudantes na fabricação de perfumes, sabonetes e sabão, sendo este último produzido a partir de óleo de cozinha, como forma de reaproveitamento do material, que pode causar danos ao meio ambiente quando descartado de maneira irregular

Os estudantes José Vitor Nunes da Costa, Sérgio Lucas Barbosa Carvalho e Nelice da Silva Ramos, cursam as 2ª e 3ª séries do Ensino Médio na EE Indígena Prof. Luiz Gonzaga Souza Filho. O projeto integra o Programa Ciência na Escola (PCE) da Fapeam, por meio do Edital nº 001/2020.

De acordo com o estudante Sérgio Carvalho, o destaque na Febrace estimula outros colegas a ingressarem no universo da pesquisa científica.

“Estou muito feliz em ser um exemplo para outros colegas. Sempre tive mais proximidade com as disciplinas de Química e Física, logo, estar sendo reconhecido por essas habilidades, é uma grande satisfação”, entrega o aluno.

A orientadora do projeto, Elzilene Araújo, pontua que o estudo passou por algumas dificuldades durante a pandemia. “Essa conquista é fruto do nosso esforço e dedicação, pois, mesmo em tempos de ensino remoto, nós fomos determinados e realizamos inúmeras reuniões online, tudo para não desistir do nosso objetivo”, explica.

A Febrace é um movimento nacional de estímulo ao jovem cientista, e realiza todos os anos, na Universidade de São Paulo (USP), uma grande mostra de projetos, na qual os melhores trabalhos executados por estudantes são contemplados.

PCE – Criado pela Fapeam, o PCE é desenvolvido em parceria com a Secretaria de Estado de Educação e Desporto e pela Secretaria Municipal de Educação (Semed). O programa apoia a participação de professores e estudantes do 5º ao 9º ano do Ensino Fundamental, da 1ª à 3ª série do Ensino Médio e suas modalidades: Educação de Jovens e Adultos, Educação Escolar Indígena, Atendimento Educacional Específico e Projeto Avançar, em projetos de pesquisa a serem desenvolvidos em escolas públicas estaduais sediadas no Amazonas e municipais de Manaus.

FOTOS: Euzivaldo Queiroz/Seduc

*Com informações da assessoria*. 

Vitória Supermercados