Manaus 32º
segunda-feira - 8 de agosto de 2022

Depoimentos não batem e PF vai confrontar suspeitos de matar Dom e Bruno no Amazonas

Compartilhe

Amazonas – Os suspeitos de assassinar o indigenista Bruno Pereira e o jornalista britânico Dom Phillips, vão prestar depoimento novamente para a Polícia Federal nesta semana, após os investigadores identificarem discordância nas versões que eles contaram.

Segundo o superintendente da PF no Amazonas, Eduardo Fontes, há inconsistência identificada nos depoimentos  sobre a forma como os corpos de Dom e Bruno foram ocultados e como a execução ocorreu.

Além de avaliar se os presos vão manter ou mudar a versão sobre o crime, a PF também quer descobrir se os suspeitos de ocultarem os corpos também tenham participado da execução.

A PF vai ouvir o filho e dois irmãos de Amarildo da Costa, o “Pelado”, além do próprio Amarildo e os outros réus, em um outro momento. A investigação também tem provas que conectam “Pelado” com o colombiano Rubens Dario da Silva Villar, o “Colômbia”, preso por suspeita de comandar a pesca ilegal no Vale do Javari.

Bruno Pereira e Dom Phillipis foram assassinados no início de junho de 2022 no Vale do Javari, no Amazonas.

Vitória Supermercados