Brasília Amapá |
Manaus

Amazonas é o Estado que tem a maior média salarial para policiais no Brasil, revela FBSP

Compartilhe
Amazonas é o Estado que tem a maior média salarial para policiais no Brasil, revela FBSP

Brasil – O Estado do Amazonas tem sido destaque quando o assunto é a valorização salarial dos profissionais que integram as forças de segurança pública. O recente levantamento realizado pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP), por meio do Anuário Brasileiro de Segurança Pública, revelou que o Amazonas possui a maior remuneração líquida média para funcionários da Polícia Civil, com um impressionante valor de R$ 16.140. Este fato não apenas reconhece o empenho e dedicação desses profissionais, mas também ressalta a importância de valorizá-los devidamente.

Enquanto os policiais militares do Distrito Federal ostentam o maior salário médio do país, recebendo R$ 9.743, o Amazonas se sobressai por garantir uma remuneração que se destaca na Polícia Civil.  No entanto, a Polícia Militar do Amazonas não fica tão atrás do DF: tem a média R$ 9.285 reais, fazendo com que o Estado da Região Norte tenha a maior média proporcional de salários entre as polícias Militar e Civil do país.

O reajuste salarial é uma iniciativa fundamental para estimular a motivação e a eficiência dos policiais, pois não apenas reconhece o valor de seus esforços, mas também contribui para uma melhor qualidade de vida e para o aumento do bem-estar das famílias que dependem desses profissionais. A valorização salarial representa um passo significativo em direção à construção de uma estrutura mais sólida e eficaz para a segurança pública.

O Anuário Brasileiro de Segurança Pública também revelou que 16 estados, incluindo o Distrito Federal, implementaram reajustes salariais para policiais militares e civis em 2023, variando de 2,5% a 20,32%. Embora o salário seja um fator primordial, é importante ressaltar que o reconhecimento dos policiais vai além disso. O professor Rafael Alcadipani da Silveira, da Fundação Getúlio Vargas (FGV), enfatizou que uma política pública abrangente, que ofereça não apenas remuneração adequada, mas também condições de trabalho e investimentos em capacitação, é crucial para garantir que esses profissionais possam desempenhar suas funções de maneira eficaz e dentro da legalidade.

Créditos: Poder 360


Siga-nos no Google News Portal CM7